A Educação e os Professores no Contexto de Pandemia: Vozes que Falam de Esperança

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47764/e21023002

Palavras-chave:

Pandemia, Relação do docente com o saber, Concepções freireanas

Resumo

Esta narrativa tem o propósito de registrar as vozes docentes retratadas no contexto de pandemia no cenário educacional por professores que atuam na Educação Básica. Este artigo fundamenta-se em concepções humanizadoras, alicerçadas aos conceitos da relação com o saber, de Bernard Charlot, em diálogo com o pensamento freireano. As narrativas docentes foram organizadas, sistematizadas e interpretadas à luz da análise do discurso. Pensamentos e emoções que se entrelaçam no cotidiano do professor e de sua prática, aliados às emoções, vivências e experiências, revelando, acima de tudo, o sentimento de esperança.

Referências

CHARLOT, Bernard. Da relação com o saber: elementos para uma teoria. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.

CHARLOT. Relação com o Saber, Formação dos Professores e Globalização. Porto Alegre: Artes Médicas, 2005.

CHARLOT, B. A mobilização no exercício da profissão docente. Revista Contemporânea de Educação. v.7, n.13, p.9-25, 2012. Disponível em: http://www.revistacontemporanea.fe.ufrj.br/index.php/contemporanea/article/view/170/148.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo; SHOR, Ira. Medo e ousadia: o cotidiano do professor. 12. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993.

NÓVOA, Antônio. Vidas de Professores. Porto: Porto Editora, 1992.

Publicado

2021-12-31

Como Citar

Sasset Zanette, C. R., & Nunes, C. (2021). A Educação e os Professores no Contexto de Pandemia: Vozes que Falam de Esperança. Revista Internacional Educon, 2(3), e21023002. https://doi.org/10.47764/e21023002

Edição

Seção

Conferencistas